Rollemberg anuncia veto a projeto que prevê eleição direta para administrador regional

Por Victor Ribeiro 05/02/2018 - 08:50 hs
Foto: Ilustrativa/Internet

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, anunciou que vai vetar o projeto de lei aprovado há dois meses, pela Câmara Legislativa, que regulamenta a eleição para os administradores regionais. O projeto previa que o governador deveria escolher, entre os três mais votados em cada região, aquele que deveria assumir o cargo. A escolha seria feita nos três primeiros meses de mandato, e os administradores ficariam quatro anos no cargo.

Para Rollemberg, a eleição fora de época vai criar mais despesas.

Sonora: “Devemos vetar porque esse projeto aprovado na Câmara, do jeito que foi concebido, vai criar muitas despesas, porque prevê uma eleição separada da eleição tradicional e vai gerar custo muito alto. Vamos vetar, mas encaminhar uma proposta regulamentando a eleição direta para administrador regional.”

A eleição direta para administrador regional foi uma proposta de campanha de Rodrigo Rollemberg.

O governador também comentou a convocação de novos servidores públicos. Somente este ano, o governo do DF já anunciou a convocação de mais de 3,8 mil profissionais.

De acordo com Rollemberg, a contratação de servidores públicos não tem a ver com a corrida eleitoral.

Sonora: “Isso tem a ver com o esforço que o governo fez que permitiu sair da Lei de Responsabilidade Fiscal, que está permitindo fazer contratações com  responsabilidade e ofertar, com isso, melhores serviços públicos.”

Entre os novos servidores do GDF estão 1.036 profissionais de educação, 405 da saúde, 360 bombeiros e 2 mil policiais militares. Rodrigo Rollemberg também antecipou que pretende convocar agentes penitenciários e do regime socioeducativo.