Médico brasileiro usa técnica nova para recuperar atletas

Uso de concentrado de células-tronco acelera tratamento de lesões de músculo, cartilagens, ligamentos e tendões.

Por Capital do Entorno 01/02/2018 - 11:08 hs

O tratamento que curou o astro Cristiano Ronaldo em tempo recorde nas semifinais da Liga dos Campeões do ano passado, está agora ainda mais acessível aos atletas de todas as modalidades. Trata-se do uso de terapias celulares e que tem no médico Fernando Techy um dos seus principais entusiastas. O brasileiro atua há 12 anos nos Estados Unidos, onde é considerado um dos melhores na sua área.

 

No dia 28 de outubro, em Miami (EUA), ele inaugurou a ClinTech Ortho e Bio, em Miami, clínica ortopédica especializada numa inovadora técnica. Através do uso de um concentrado de células-tronco, pode-se obter muito sucesso no tratamento de lesões em músculos, cartilagens, ligamentos e tendões musculares.

 

O procedimento mais recente é conhecido por BMAC (sigla para Bone Marrow Aspirated Concentrated, ou, em português, Concentrado de Aspirado de Medula Óssea). Ela usa as próprias células-tronco do paciente para tratar a lesão. O médico retira um pequeno volume, concentra-as por meio de uma centrífuga, e injeta esse concentrado no local que se quer tratar.

 

Vários jogadores de futebol e atletas de UFC, dentro e fora do Brasil já fizeram uso do BMAC. O último, mais conhecido, foi Lugano, do São Paulo. A grande vantagem é que ele é muito menos invasivo, causa menos dor, e, em muitos casos, evita procedimentos mais agressivos, como cirurgias para colocação de próteses. Tudo feito de maneira rápida, sem que o paciente precise ficar internado.

 

- Tudo, inclusive o tempo de descanso, leva duas horas e o paciente ao sair da clínica estará parcialmente desperto. Exatamente igual a uma endoscopia ou colonoscopia.- esclareceu dr. Techy.

 
Num intervalo de algumas semanas, as células-tronco irão se tornar células dos tecidos danificados e provocar a sua regeneração. Elas também estimularão as do próprio tecido a serem mais ativas na regeneração. O BMAC, apesar de ainda não aprovado no Brasil, está liberado para tratamento na área ortopédica em quase todo o primeiro mundo, em especial, Estados Unidos, Canadá e União Européia. Nos EUA, a técnica já é usada há cerca de dez anos.

 

Médicos de alguns dos principais hospitais do Brasil viajaram aos EUA exclusivamente para participar do evento de inauguração. Entre eles, os da Seleção Brasileira masculina de futebol, Rodrigo Lasmar, e da feminina, Neme Sabeh Junior.


 

- As terapias celulares são o caminho do futuro e cada vez mais estarão incorporadas ao dia a dia dos nossos tratamentos. Elas ajudam o atleta voltar às suas atividades num tempo ainda menor. – afirmou Lasmar.

 

O médico Fernando Techy também trabalha na Clintech, do Colorado, e decidiu abrir uma filial em Miami, o principal destino dos brasileiros nos EUA, para atender à demanda dos seus compatriotas, que não possuem essa opção aqui no país.

 

- O BMAC é uma técnica muito consolidada nos EUA. Eu já fiz mais de 3 mil tratamentos na sede da clínica no Colorado, com uma taxa de sucesso de cerca de 80%.

 

Embora o diferencial seja atender brasileiros que moram no Brasil, a ClinTech visa receber principalmente moradores da Flórida, em especial de Miami, sejam brasileiros, americanos, ou a grande comunidade latino-americana que vive no Estado.

 

Obs: na foto acima, Dr. Techy, à esq. com Rodrigo Lasmar, e André Macias, sócio da ClinTech.