Anápolis completa 110 anos de emancipação com desfile na Avenida Goiás

O governador Marconi Perillo, acompanhado do vice-governador José Eliton e o prefeito Roberto Naves, participou nesta segunda-feira, dia 31, das comemorações pelos 110 anos de Anápolis, uma das cidades que mais crescem em Goiás.

Por Capital do Entorno 31/07/2017 - 21:37 hs

Além de destacar as parcerias do Estado com o município, o governador disse que sempre contou com o apoio do povo anapolino. “Devo toda a minha trajetória política a Anápolis”, disse, para quem a cidade é a principal “locomotiva de Goiás”.

O governador e o prefeito, além de um representante das Forças Armadas, comandaram a solenidade de hasteamento das bandeiras do Brasil, de Goiás e de Anápolis, e em seguida assistiram ao desfile comemorativo, na Avenida Goiás, que teve a participação de militares do Exército, da Aeronáutica, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, alunos de colégios militares anapolinos, além de integrantes de entidades filantrópicas civis e religiosas.

O prefeito afirmou que o apoio do Governo de Goiás tem sido imprescindível para o desenvolvimento de Anápolis. A prefeitura já recebeu os recursos do Goiás na Frente Municípios e, segundo Naves, a administração já está licitando as obras. São R$ 10 milhões por meio do convênio. “Além dos investimentos diretos no município, ainda temos aqui uma série de obras em andamento executadas pelo Governo do Estado, como as obras de saneamento, habitação, rodovias na região, o Presídio Regional, o Centro de Apoio ao Socioeducativo (Case) e o Centro de Convenções de Anápolis”, disse Marconi.

O governador retorna ao município na quinta-feira, dia 3, para o lançamento do Passe Livre Estudantil Universal. Com a implantação, a cidade passa a ser o segundo fora da Grande Goiânia a receber o benefício social.

Marconi afirmou que o prefeito é um “parceiro de todas as horas” e as obras do Estado no município foram todas retomadas. Também destacou convênio assinado recentemente, que garante repasse do Governo do Estado ao município, no valor de R$ 10 milhões. “A parceria minha com o prefeito Roberto tem tido excelente. Ele é um prefeito que vai atrás dos benefícios para a cidade”, disse Marconi.

História de Anápolis
O povoamento de Anápolis, nos idos do século XVIII, resultou da movimentação de tropeiros que demandavam de diferentes províncias em direção às lavras de ouro de Meia Ponte (Pirenópolis), Corumbá de Goiás, Santa Cruz, Bonfim (Silvânia) e Vila Boa (cidade de Goiás).

Os principais cursos de água que cortam a região de Anápolis – João Cezário, Góis e Antas – tinham dupla importância no translado desses garimpeiros: eram sítios de descanso e serviam como referência e orientação na viagem. Abandonando os sonhos de aventura e de riqueza em face da exaustão do precioso metal nas lavras antes promissoras, muitos daqueles viajantes optaram pelas margens do ribeirão das Antas para estabelecer moradia, constituir família, explorar a terra.

A devoção a Nossa Senhora Santana influiu na fundação de Anápolis. A partir da construção de uma pequena capela, em 1871, por Gomes de Souza Ramos, formou-se a aglomeração urbana que se constituiria dois anos depois em Freguesia de Santana das Antas.

Foto: Marco Monteiro

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás